Buscar
  • andressa.sarturi

A importância da cobertura verde para manter o solo vivo e ativo

Atualizado: Jul 2

Uma entrevista com um dos maiores especialistas em Solo, Afonso Peche


Estamos na estação Outono e na agricultura é época de pensar no cultivo das plantas de cobertura e a importância de um solo protegido para combater a erosão.


Dia 22 de março foi o dia Mundial da água e sabemos que só prospera quem cuida desses bens que são o solo e a água, por isso realizamos uma entrevista com o Pesquisador, Doutor e Engenheiro Agrônomo do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Afonso Peche, especialista na área, ele explicou como conservar a nossa maior riqueza, o solo, utilizando o Rolo Faca KATRINA, produto da INDUTAR que garante o conceito de solo vivo em áreas roladas.



1 - COMO DEFINIR A IMPORTÂNCIA DO MANEJO CORRETO DO SOLO?

R: O manejo pode ser definido como o conjunto de atividades que estrutura o solo a uma condição de propiciar ambientes ideais para o pleno desenvolvimento produtivo das plantas cultivadas. A importância do manejo correto se dá pelo fato de que ele influencia em fatores fundamentais como otimização de tecnologias, redução de custos e aumento da renda.


2 - QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS PLANTAS DE COBERTURA UTILIZADAS?

R: Podemos classifica-las em três grupos: - Plantas de verão: leguminosas como as crotalárias, mucunas e o guandu; gramíneas como as braquiárias, panicuns, milhos e sorgo além de outras espécies como o girassol e a mamona.

- Plantas de outono: milheto, sorgos, milho safrinha, nabo e alguns cultivares de braquiárias e panicuns, girassol e nabos.

- Plantas de inverno: aveia branca, aveia preta, tremoço, trigo, trigo sarraceno, centeio...


3 - QUAL A DIFERENÇA DE ROLAR OU NÃO UMA ÁREA? QUE IMPACTO TEM?

R: A operação de rolagem é a mais adequada para propiciar uma ampla cobertura do solo e uma ótima condição para o bom funcionamento de semeadoras além de um eficiente controle do mato. Quando o manejo da cobertura não é realizado através da rolagem aumenta as dificuldades para o ajuste do corte e fechamento do sulco pela semeadora. Além disso aumenta a possibilidade de ocorrer incidência precoce de invasoras.


4 - COMO O PROCESSO DE COBERTURA E ROLAGEM PODE TRAZER RESULTADOS IMPORTANTES AO COMBATE DA EROSÃO?

A cobertura de solo é a principal prática no controle da erosão. Fundamental para ambientes tropicais com o cerrado brasileiro. A rolagem é a operação que melhor qualifica a cobertura como prática conservacionista, além de resultar numa cobertura regular e uniforme ela propicia maior durabilidade do manto vegetal sobre a superfície do solo.


5 - ALIAR A TECNOLOGIA OPERACIONAL QUE É O CASO DO ROLO FACA TRAZ BENEFÍCIOS AO SOLO, QUAIS SÃO ELES?

R: Podemos destacar como benefícios a estabilidade térmica e a proteção contra os impactos diretos de gotas de chuvas torrenciais. Além disso a boa cobertura associada a rotação de cultura melhora de forma significativa as atividades biológicas do solo.


6 - É CORRETO AFIRMAR QUE COM O USO DO KATRINA HÁ REDUÇÃO DO CONSUMO DE HERBICIDAS?

R: Sim podemos afirmar com convicção se o Katrina for operado adequadamente em uma condição de fitomassa abundante.


7 - AGRICULTURA SUSTENTÁVEL, PROTEÇÃO DO SOLO, UNIFORMIDADE E DINÂMICA DE DECOMPOSIÇÃO, PODEMOS OUSAR DIZER QUE SÃO SINÔNIMOS?

R: Agricultura sustentável é um tipo de agricultura que leva os ambientes produtivos a uma CONDIÇÃO de equilíbrio ecológico e de manutenção contínua da capacidade produtiva. Proteção do solo e uniformidade são premissas básicas da agricultura sustentável.Dinâmica de decomposição é um conjunto de atividades físicas, químicas e biológica que são muito influenciadas pela cobertura e a rolagem. Essas práticas, quando bem realizadas levam a “dinâmica da decomposição’ ocorrer de forma equilibrada, aumentando assim a capacidade produtiva do solo e também potencializa os efeitos das tecnologias utilizadas nas lavouras.

5 visualizações0 comentário